Logística reversa de embalagem será realidade

O Ministério do Meio Ambiente abriu consulta sobre acordos setoriais nos ramos de embalagens e lâmpadas, para a implantação da logística reversa para esses setores, uma parte importante da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), aprovada em 2010.

Segundo a PNRS, tanto fabricantes quanto importadores, distribuidores e comerciantes são responsáveis por desenvolver um sistema para a destinação final dos resíduos, e forma independente dos sistemas públicos de limpeza.

"Já foi tempo demais em conversas. Isso só atrasou a adoção de ações mais adequadas ao meio ambiente", afirmou Carlos Vieira da Silva Filho, diretor-presidente da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe).

Carlos, diretor da Abrelpe explicou que os acordos em consulta pública já passaram pelo crivo das empresas - que fazem a proposta - e do governo.

Até hoje, a questão ambiental era a mais cobrada das empresas do começo da cadeia produtiva, como as de mineração, petróleo ou energia e está seguindo uma tendência mundial no sentido de começar a olhar para empresas de consumo - e não mais apenas para a produção.

Logística reversa de embalagem será realidade
Author:
LOG
Log CP

NOTÍCIAS RELACIONADAS