Expedição monitora infraestrutura logística portuária em Santarém

A Expedição Safra, que monitora a produção de grãos no Brasil e no mundo, esteve em Santarém, oeste do Pará, entre 25 e 28 de junho, para avaliar a infraestrutura logística portuária em relação à exportação de grãos para todo o Brasil e outros países. O porto de Miritituba, em Itaituba, também foi visitado.

Segundo Gilson Ferreira, coordenador da expedição, Santarém é fundamental na estratégia logística do agronegócio nacional, principalmente porque deve aumentar a capacidade de escoamento. “Santarém teve problemas ambientais, diminuindo de 90 mil para 20 mil hectares. Depois de os problemas resolvidos pelo controle de governo e ONGs, a cidade deve recuperar parte da área. Hoje, já estamos com 70 mil hectares, respeitando todas as regras”, informou. Os números correspondem, segundo Ferreira, aos municípios de Santarém, Mojuí dos Campos e Belterra. “A gente acredita que Santarém vai recuperar e passar os 90 mil", completa.

A equipe acredita que, em 10 anos, entre Santarém e Miritituba devem passar mais de 20 milhões de toneladas de grãos vindos de outros estados, da produção brasileira para exportação.

Pesquisa técnico-jornalística

A Expedição Safra ampliou a sondagem de campo e desembarcou no chamado 'Arco Norte', região que é formada pelos estados do Amapá, Pará, Roraima, Amazonas, Acre e Maranhão, e que concentra importantes obras logísticas que impactam diretamente o agronegócio do Brasil.

Técnicos e jornalistas conferem o potencial de exportação e verificam a evolução das obras de ampliação e construção de novos terminais de embarque. O ponto de partida foi o Pará, onde os técnicos e jornalistas acompanharam os embarques em Santarém e Miritituba, localidades em que as mercadorias são transportadas em barcaças pelos rios Tapajós e Amazonas.

Do Pará, a equipe seguiu para Manaus e Itacoatiara, no Amazonas, onde visitam áreas de produção de grãos. “O destaque é Roraima. O estado do extremo Norte cumpre o mesmo calendário agrícola dos Estados Unidos, ao contrário do restante do Brasil”, lembra o coordenador.

Roteiro extraordinário

A viagem ao extremo Norte faz parte de roteiros extraordinários do projeto, que confere de perto desde 2006 importantes obras logísticas para a produção agrícola do país. A Expedição Safra acompanha a evolução dos trilhos da ferrovia Norte-Sul desde 2008 e já visitou o Porto de Itaqui, no Maranhão, e no ano passado desembarcou pela primeira vez em Rondônia para visitas técnicas em Porto Velho.

No ciclo 2012/13, as equipes também cruzaram a divisa de Mato Grosso com o Pará para conferir as obras de pavimentação da BR-163, conhecida como Santarém-Cuiabá, principal via de escoamento do Centro-Oeste do país para o Norte.

A Expedição Safra está na 8ª edição e percorreu, nesta safra, mais de 60 mil quilômetros em 14 estados brasileiros, nos Estados Unidos, Argentina, Paraguai e Uruguai. A última etapa será uma visita a África, em um roteiro especial que investigará potencial e demanda do continente.

 
Expedição monitora infraestrutura logística portuária em Santarém
Author:
LOG
Log CP

NOTÍCIAS RELACIONADAS