Banco Mundial diz que Brasil perde espaço por infraestrutura

A gerente de Práticas Comerciais e Competitividade em âmbito global do Banco Mundial Mona Haddad afirmou que o Brasil é menos competitivo que outros países emergentes devido às suas deficiências em infraestrutura e logística. As críticas foram feitas no 20º Fórum Internacional Supply Chain, em outubro, no Rio de Janeiro.

Haddad afirmou que o custo no país é muito maior que na China e Malásia, por exemplo, indicando fatores como documentação e controle técnico. Ela ainda criticou o elevado custo de transporte, principalmente rodoviário, o longo tempo de entrega, a burocracia para a liberação de mercadorias e o congestionamento dos portos.

Entre os desafios enfrentados pelo país, Haddad elenca os baixos investimentos em infraestrutura e a pouca ligação entre os modais logísticos. A executiva do Banco Mundial ainda apontou algumas soluções como a maior utilização da via aquática, principalmente com a cabotagem no comércio interno.

Na visão do Banco Mundial, o país deveria ter uma política mais descentralizada para a logística, com um envolvimento de várias agências reguladoras no setor. O modelo atual seria considerado muito centralizado.

Para o Banco Mundial, o Brasil necessita de realizar conjuntamente a melhoria da infraestrutura e da qualidade operacional, envolvendo assim uma revitalização de toda a cadeia de suprimentos.

Fonte: http://exame.abril.com.br/economia/noticias/brasil-perde-espaco-em-infraestrutura-diz-banco-mundial

Author:
LOG
Log CP

NOTÍCIAS RELACIONADAS