Alta no atacarejo gera novos negócios

O setor de Cash & Carry, mais conhecido como atacarejo, cresceu 12,1% entre 20014 e 2015, com a abertura de 50 novas lojas no país. O faturamento do setor de atacarejo/distribuição chegou a R$ 218,4 bilhões no ano passado, segundo pesquisa realizada pela Nielsen.

O resultado mostra que o consumidor busca opções com melhor custo-benefício para suas compras, e o atacarejo propicia aquisições em maior quantidade com preços mais baixos. Segundo a Nielsen, o consumidor do setor gasta 12% menos e leva 9% mais intens. As pessoas físicas já representam de 50% a 70% do público.

Além da geração de emprego direta, o crescimento do Cash & Carry promove movimentação do setor logístico, já que os empreendimentos precisam de grandes estruturas para estoque, recebimento e movimentação de cargas.

O modelo de negócio ainda é recente, por isso há espaço para o crescimento. Como a economia nacional passa por um momento delicado, o esperado é que neste período cada vez mais consumidores passam a racionalizar seu processo de compras, dando preferência a itens mais baratos. É nesse cenário que o atacarejo pretende crescer.
Author:
LOG
Log CP

NOTÍCIAS RELACIONADAS